PHP X Java – Quem leva a melhor?

Comecei a aprender PHP em meados de 2005, se não me engano.  “Um pouco tarde”, diriam alguns.  E eu também.

Em 2005 não havia tantos recursos para o usuário (lado cliente) e as tecnologias para servidor eram até mais comentadas.  Hoje não.  JQuery e seus amigos transformaram a Web em um mundo diferente e mais divertido/colorido.

PHP é uma linguagem que fica do lado do servidor e usada pela velha guarda da internet há décadas.  Nascida em 94, segundo minhas pesquisas, veio de outra linguagem de scripts: Perl.  O fato é que ela é madura, relativamente fácil de aprender e implementar.    Talvez até o excesso de funções e recursos prejudique um pouco a famosa “curva de aprendizado”.

Java veio mais cedo que o PHP, apesar de não ter despontado tão rápido.  Eu diria que ela veio mais cedo que a própria história.  Seu embrião data de 91 na Sun Microsystems e uma idéia que revolucionaria o desenvolvimento de softwares para sempre: os objetos.

Java é totalmente orientada a objetos, que por si só não quer dizer muito.  Mas este “pouco” é de uma sutileza importantíssima.  Objetos nada mais são do que uma forma de expressar uma idéia de forma mais elegante e protegida.  Graças aos “objetos” o desenvolvedor pode encapsular seus projetos em pacotes independentes e livres de erros.  É uma idéia que a princípio assustava os programadores porque se trata de quebrar o paradigma da programação estruturada.  Hoje não assusta.  Incomoda.

O fato é que Java invadiu não só a Web mas tudo que se mexia e era eletrônico.  Cresceu de uma maneira sólida e aparentemente definitiva, como o Google.

Em 2008 tentei me aprofundar no PHP, mas tomei um susto!  Mal havia livros, que diria cursos.  Java era uma febre e pensei que fosse o fim da linguagem.  Lembrei do fim do Clipper (linguagem de programação que virou febre na década de 90 e simplesmente sumiu).

Percebi que a onda era inevitável e fiz meu primeiro curso neste ano.  No entanto, vislumbrei que a curva de aprendizado de Java era mais dolorosa que a do PHP e acabei desenvolvendo meu primeiro grande projeto pra Web em PHP mesmo.

Hoje, 3 anos depois, continuo vendo que o PHP é valente.  Ainda há cursos e livros mil.  WordPress, Facebook, PagSeguro, Vimeo e muitos gigantes tem suas  APIs todas em PHP.  Outras empresas como o CIELO são mais ousadas e seus manuais de integração com lojas virtuais constam Java como primeira opção.  Até se vê ASP, PHP… Apenas para não ficar feio na foto.

Com o PHP 5, esta linguagem incorporou o conceito de objetos e se reinventou.  Apesar da valentia do PHP, creio que o futuro virá sólido para Java.  Vejo Java como um grande monstro sólido e perigoso que vai engolir o mundo.

Como o Google.

Related Posts

2 comments

  • Guilherme Razgriz

    Hum… gostei do post mas discordo que o Java acabe dominante apesar do seu webkit para ambientes embarcados *(Android , smigol, meego e outros) ser bastante comum, isso por que a “Dona da Bola” *(Oracle) fez o possível e o impossível para lacrar a tecnologia em patentes após a compra da antiga dona *(Sun) graças a isso pelo menos até surgir uma versão madura do protocolo aberto open jdk para java ainda vamos ver muuuuuuita coisa legal com PHP ainda =]. Mas isso é apenas a minha opinião, dai não se pode descartar qualquer cenário =] Abraço!

Leave your reply

*" value="" aria-required='true' />
*" value="" aria-required='true' />