Profissionais e Profissionalismo X carência do mercado (parte 01)

Profissionais e Profissionalismo X carência do mercado (parte 01)

Profissionais e Profissionalismo X carência do mercado . Falta profissionalismo no mercado, não faltam profissionais. Os profissionais existem no mercado. Contudo os profissionais não fazem o que deveria que é amar o seu trabalho. O trabalho está sendo renegado no país. O profissionalimos está em baixa e o dinheiro fácil está em alta. O mercado está em colapso e aquecimento ao mesmo tempo

Há 5 meses atrás assumi o  controle do T.I. de determinada empresa de EAD.  Foi desagradável ver outros profissionais de T.I. sendo substituídos, confesso.

“Coisas da vida”, pensei.

Descobri que eu seria o terceiro em menos de dois anos a assumir a mesma função. Algo temerário.

Resolvi analisar o primeiro profissional que  começou a desenvolver o trabalho nesta empresa. Isso é fácil de fazer, bastando analisar os códigos e entrevistar as pessoas certas.  Foi explicado que o cara era um PhD, um cara de profundo conhecimento.

Realmente: dito e feito.  O código era de quem entendia profundamente o riscado.  Gostei tanto que até aproveitei certos comandos para meu acervo de conhecimento pessoal.

Tentei então entender onde foi que ele errou, pois havia sido demitido. Continuei a analisar os códigos.  Vi que havia sido usado o mais moderno método de programação existente, porém uma complexidade anormal. Em momento algum havia explicação para aquele labirinto.  Algumas linhas de programa me fizeram acreditar até que aquilo era um campo minado para algum bucha.

Resolvi então analisar o segundo profissional.  Tive mais sorte e pude até visitar a empresa dele. Era um cara barbudo e usava chinelos. A empresa dele era caprichosa e bem cuidada.  O código dele também era muito bom, além de simples.

Entendi que o PhD havia pego muito código na internet, fazendo apologia ao prolixo.  Ele se preocupou com ele mesmo quando desenvolveu o sistema.

Quando eu assumi o trabalho vi problemas flagrantes. Coisas que até desenvolvedores iniciantes sabiam que estava errado. Então… Por que os antecessores não corrigiram?

Quando tentei consertar os erros mais grosseiros todo o sistema começou a entrar em colapso. Creio que jamais vou me esquecer do meu telefone tocando de madrugada e a pressão que sofri. Estava respondendo por erros que não cometi.  Tudo foi resolvido muito mais pela glória de Deus do que por meus méritos.

Tempo se passou e percebi que meus antecessores tinham competência técnica para fazer muito mais do que fizeram.

Analiso o mercado: há profissionais, porém falta profissionalismo.

O PhD estava certo quando pensou em si.  Contudo há um mandamento que diz: “amar ao próximo como a si mesmo”.

Ele também deveria ter amado a empresa que o contratou.

Related Posts

0 comments

Leave your reply

*" value="" aria-required='true' />
*" value="" aria-required='true' />